Como saber se um psicólogo é psicólogo de verdade?

Na atualidade com a facilidade de acesso a divulgação de serviços de psicologia pode deixar as pessoas inseguras com relação aos profissionais que ofertam serviços psicológicos identificando-se como psicólogos, terapeutas, orientadores, consultores emocionais e etc…
O psicólogo de verdade precisa atender a legislação que regulamenta sua profissão para atuar como profissional de psicologia.

A lei nº 5.766 de 20/12/1971 que legitimou a criação do Conselho federal de psicologia (CFP) e os Conselhos Regionais de Psicologia (CRP) no capítulo IV dispõe sobre a obrigatoriedade da inscrições dos profissionais de psicologia no CRP:

Do exercício da profissão e das inscrições
Art. 10º Todo profissional de Psicologia, para o exercício da profissão, deverá inscrever-se no Conselho Regional de sua área de ação.
Parágrafo Único – Para a inscrição é necessário que o candidato:
a – satisfaça as exigências da lei nº 4.119, de 27 de agosto de 1962;
b – não seja ou esteja impedido de exercer a profissão;
c – goze de boa reputação por sua conduta própria.
Art. 11º Os registros serão feitos nas categorias de Psicólogos e Psicólogos especialistas.
Art. 12º Qualquer pessoa ou entidade poderá representar ao Conselho Regional contra o registro de um candidato.
Art. 13º Se o Conselho Regional indeferir o pedido de inscrição o candidato terá direito de recorrer ao Conselho Federal dentro do prazo fixado no Regimento.
Art. 14º Aceita a inscrição, ser-lhe-á expedida pelo Conselho Regional a Carteira de Identidade Profissional, em que serão feitas anotações relativas à atividade do portador.
Art. 15º A exibição da Carteira referida no artigo anterior poderá ser exigida por qualquer interessado para verificar a habilitação profissional.

Lei nº 5.766 de 20 de dezembro de 1971

Como se pode ver, para exercer a psicologia como profissão é necessário se inscrever no CRP, para tanto o principal requisito é a conclusão de curso de psicologia em uma instituição de ensino superior credenciada no Ministério da Educação e Cultura (MEC).
O curso de psicologia tem cinco anos de duração dos quais quatro anos são destinados a formação teórica e o último ano para a formação clínica por meio de estágio na clínica da própria instituição. Somente após a conclusão do curso de psicologia o estudante poderá solicitar seu credenciamento no CRP de sua região para receber sua carteira de identificação profissional com seu número de inscrição e estará habilitado para exercer a psicologia como profissão.
Ótima explicação, mas e agora como fazer para verificar se o psicólogo ou psicóloga realmente está credenciado no CRP?
Há duas maneiras para fazer essa verificação, por meio de ligação telefônica ao CRP no qual o psicólogo ou psicóloga tem inscrição ou acessando o site do CFP no seguinte endereço:
Nessa página é possível consultar a situação da inscrição de profissionais de psicologia de todo o país. A busca poderá ser feita usando o nome completo ou o número de inscrição do profissional.
Saber que se pode consultar a situação da inscrição de profissionais de psicologia no CRP ou CFP pode trazer outra dúvida, mas como posso obter as informações do profissional para fazer essa pesquisa?
Todo profissional de psicologia tem que atender ao código de ética da categoria que no artigo 20 diz o seguinte sobre a a publicidade de seus serviços:

Art. 20 – O psicólogo, ao promover publicamente seus serviços, por quaisquer meios, individual ou coletivamente:a Informará o seu nome completo, o CRP e o seu número de registro;

Código de Ética dos Psicólogos

As informações sobre o psicólogo ou psicóloga estarão disponíveis de forma clara e acessível nas divulgações que fizer de seus serviços seja forma física com cartões de visita ou de forma digital pela internet.
Agora que você já sabe como verificar se um psicólogo é psicólogo de verdade, não se deixe enganar procure sempre profissionais de psicologia devidamente habilitados.